Motores

Hugo Godinho adia regresso

Depois de ter efetuado testes com diversas equipas e carros, Hugo Godinho optou por não alinhar na ronda inaugural do International GT Open, que terá lugar no Circuito do Estoril.

O piloto de Coimbra iniciou em janeiro um programa de ensaios para poder ambientar-se aos novos GT após uma ausência de cinco anos das pistas, ao mesmo tempo que encetou negociações com várias equipas para participar no campeonato organizado pela GT Sport. Contudo nenhuma das negociações chegaram a uma boa conclusão, levando Godinho a optar por não competir no Estoril.

“É dececionante. Trabalhámos para reunir os apoios para um projeto interessante e credível, que pudesse dar retorno aos meus patrocinadores. Era evidente que queria algumas garantias do lado das equipas, que passava por ter um colega de equipa minimamente competitivo”, explica Hugo Godinho.

“Com o avançar das negociações, e apesar de estarmos em contacto com diversas estruturas, nenhuma delas foi capaz de me garantir essa condição que eu considero ser imperativa. Face a isto, assumi a difícil decisão de não participar na ronda do Estoril, com grande pena minha”, esclarece ainda o Vicecampeão do Campeonato España/IberGT de 2012.

Apesar do desfecho tardio de toda a situação, Godinho está apostado em encontrar uma solução que lhe permita ter em 2018 um programa estruturado, profissional para poder dar retorno aos seus patrocinadores: “Foi um contratempo, mas continuamos a trabalhar. Estamos a analisar diversas opções que se podem perfilar como possibilidades para a minha carreira a curto prazo e, quando chegarmos a uma conclusão, anunciaremos o nosso projecto para esta temporada”.

Mais partilhadas da semana

Subir