Motociclismo

Hugo Basaúla continua ‘rei das areias’ em Marinha das Ondas

Hugo Basaúla chegou, viu e venceu em Marinha das Ondas, onde se disputou a terceira prova do Campeonato Nacional de Motocross (MX) – Jogos Santa Casa.

No carismático traçado dos arredores da Figueira da Foz, Basaúla tinha o objetivo de contrariar o favoritismo dos vencedores das duas provas anteriores – Sandro Peixe na Moçarria e Luís Outeiro no Granho – e acabou por concretizá-lo, dominando ambas as ‘mangas’ da classe MX1.

O piloto da KTM liderou em todas as voltas de ambas as corridas, vencendo a primeira com quase sete segundos de vantagem sobre Sandro Peixe, que repetiu o segundo lugar no segundo confronto, mas agora a oito segundos do vencedor, sendo Jonathan Rodriguez o terceiro, depois de ultrapassar Daniel Pinho já na fase final da corrida.

Em MX2 Luís Outeiro travou um interessante duelo com Renato Silva na primeira corrida, acabando por levar a melhor, impondo-se com mais de 11 segundos de vantagem, enquanto Ricardo Freire foi terceiro na frente de Diogo Graça.

As quedas marcaram não apenas esta primeira ‘manga’ mas também a segunda, onde Luís Outeiro se impôs novamente. Ricardo Freire foi segundo depois de discutir a posição com Renato Silva, que acabou por ser quarto, atrás de Diogo Graça, agora segundo no campeonato a quatro pontos de Outeiro, que foi também o venceor dos Júniores. Ruben Ferreira foi o melhor das motos a dois tempos.

Em ação em Marinha das Ondas também estiveram os Iniciados, com Fábio Costa a ditar novamente a ‘lei’, vencendo com autoridade as duas ‘mangas’, liderando todas as voltas. Na primeira corrida terminou com mais de dez segundos de vantagem sobre Sandro Lobo, que foi segundo em ambos os confrontos, e na segunda a diferença foi superior a 17 segundos. Afonso Gomes terminou no último lugar do pódio.

Com mais esta dupla vitória Fábio Costa possui agora 33 pontos de vantagem sobre Daniel Garcia, que está a fazer da regularidade a sua principal arma.

Na numerosa corrida Elite Hugo Basaúla voltou a ‘fazer das suas’. Rodou na frente do pelotão durante todas as 17 voltas, sempre seguido por Sandro Peixe e Luís Outeiro, e dessa forma tornou-se no terceiro vencedor distinto do campeonato e renovou o título de ‘Rei das Areias’, ao cruzar a meta com pouco mais de 16 segundos de vantagem sobre Sandro Peixe e 55 sobre Luís Outeiro.

A diferença de seis pontos que separam Peixe de Outeiro no campeonato será ‘esgrimida’ na próxima prova, a realizar a 21 de abril em Casais de São Quintino.

Mais partilhadas da semana

Subir