Nas Notícias

Hospital de Santa Maria garante que não escondeu dívidas à tutela

hospital_santa_maria_lisboaConselho de administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte (que integra o Hospital de Santa Maria) desmente que tenha ocultado sete milhões de euros no passivo de 2010. Segundo o DN, o hospital teria escondido faturas do ano passado, relativas a obras e medicamentos. Correia da Cunha nega a acusação, que considera de “enorme gravidade”.

Segundo adiantara o Diário de Notícias na sua edição de hoje, aquele hospital teria escondido faturas de 2010, num valor superior a sete milhões de euros, relativas a obras e medicamentos.

Poucas horas depois, o presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte negou qualquer prática ilegal. “A gestão do Hospital de Santa Maria é pautada por rigor e transparência e pode ser auditada e avaliada”, referiu.

Correia da Cunha considera ainda que a notícia acarreta “enorme gravidade”, uma vez que “cria um clima de instabilidade e desconfiança sobre uma instituição com responsabilidade social”, como o Hospital de Santa Maria.

Apesar de aquela instituição atravessar grandes constrangimentos financeiros, que são assumidos pelo conselho de administração, foram sempre utilizados procedimentos de acordo com “boas práticas contabilísticas”.

O Diário de Notícias revelou hoje que sete milhões de euros, que deveriam estar refletidos na faturação de 2010, foram ocultados aos Ministérios da Saúde e das Finanças. Os 44 milhões de passivo, que estão inscritos nos resultados operacionais do ano passado, superariam assim os 50 milhões.

Correia da Cunha ficou perturbado com esta “falsa notícia” e nega que o Hospital de Santa Maria esteja numa situação de falência técnica, apesar de assumir que a unidade de saúde enfrenta grandes dificuldades.

0Shares

Em destaque

Subir