Nas Notícias

Hospital Pediátrico Maria Pia fecha as portas após chumbo da ERS

hospital_maria_pia_portoHistórica unidade de saúde na cidade do Porto, o Hospital Pediátrico Maria Pia encerra as portas nesta segunda-feira, depois de um chumbo da Entidade Reguladora da Saúde. Foram detetadas falhas de segurança graves no edifício, que não está preparado para situações de catástrofe, como incêndios. Os utentes serão transferidos para o Hospital de Santo António.

O Hospital Pediátrico Maria Pia funcionava num edifício do século XIX, sem condições de segurança. Apesar de ter sido remodelado recentemente, não dispõe, por exemplo, de saídas de emergência, o que poderia provocar uma tragédia em caso de incêndio.

Desde 1882, funcionava num espaço adaptado a hospital. Era o única unidade do Porto exclusivamente dedicada a crianças, mas foi chumbado pela Entidade Reguladora da Saúde, uma vez que não oferece condições de segurança, em caso de incêndio.

Sollari Allegro, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Porto, revela à SIC que “tem muito medo” que aconteça um incidente de segurança, como um incêndio, e não quer “ser responsabilizado” por efeitos de falhas estruturais do edifício. “Se houver uma situação de incêndio, será muito difícil evitar uma tragédia”, acrescenta.

Conta dois séculos de história e tornou-se numa referência no que diz respeito ao tratamento de doenças pediátricas raras ou crónicas. Trata crianças com insuficiências renais crónicas, provenientes de todo o país. Mas o Hospital Pediátrico Maria Pia fecha as portas porque a segurança dos utentes tem de se sobrepor à história.

Os pequenos utentes serão transferidos para o Hospital de Santo António, mas as consultas vão manter-se no Maria Pia até junho.

Em destaque

Subir