Nas Redes

A história de um pai eterno, com a vida por um fio

Steve Gleason tem o relógio da vida acelerado, por culpa da esclerose lateral amiotrófica. O filho é a sua causa, mas esta ligação vai perder-se. Ou talvez não. Talvez alguns vídeos diários possam alterar a história.

A cada 90 segundos, é diagnosticado um novo paciente com esclerose lateral amiotrófica. Apenas 10 por cento sobrevive pelo menos 10 anos. A maioria não vive mais do que cinco.

Em 2011, o então defesa dos New Orleans Saints, Steve Gleason, foi diagnosticado com a doença. Em vez de se deixar vencer, avançou com uma missão.

Com a ajuda da mulher, Michel, e da Team Gleason (entidade sem fins lucrativos que ajuda pessoas com doenças neuromusculares) quis inspirar outros pacientes.

Steve é a personagem principal de um documentário, que tem como ponto central um laço entre duas gerações, com um filho que não vai ter o pai por muito tempo.

É uma história poderosa de um pai que quer estar ali, para sempre, ao lado do filho.

“Eu amo-te muito. E sinto-me extremamente orgulhoso de ser teu pai”

O vídeo junta coragem, persistência e dedicação à paternidade. Um dia, o filho de Steve compreenderá a dimensão daquele homem.

Graças a este registo.

165Shares

Em destaque

Subir