Ralis

Hirvonen vence Rali de Portugal e Sordo a Power Stage

rali_hirvonen4Mikko Hirvonen obteve a sua primeira vitória no Vodafone Rali de Portugal e ao serviço da equipa Citroen sem que tenha ganho qualquer classificativa da prova, a quarta do Campeonato do Mundo. O finlandês conseguiu sobreviver às muitas adversidades do evento ao adoptar uma toada cautelosa, que no final lhe rendeu 25 pontos e a liderança da classificação de pilotos.

Tendo terminado o segundo dia completo do rali com mais de um minuto de vantagem sobre os seus mais diretos perseguidores, Hirvonen limitou-se a levar o seu DS3 WRC até final, dando-se mesmo ao luxo de perder alguns segundos na derradeira especial, conhecida por Power Stage.

rali_hirvonen470Já Mads Ostberg preocupou-se em proteger a segunda posição de um possível ataque de Evgeny Novikov. Que não se concretizou, permitindo ao norueguês repetir o seu melhor resultado no campeonato do Mundo. Já para o russo da Stobard Ford, Portugal marcou a sua estreia nos pódios.

Neste último dia de rali, Petter Solberg tinha por missão recuperar a quarta posição que lhe fugira na véspera ao ficar sem direcção assistida no seu Ford Focus. O que o norueguês cumpriu depois de se impor em duas das especiais disputadas nesta derradeira etapa.

Para Nasser Al-Attyah a preocupação passou apenas por manter a quinta posição, já que um ataque de Martin Prokop colocou esse resultado em perigo. No entanto o piloto do Qatar esforçou-se e acabaria por recuperar a classificação ao bater o seu adversário na Power Stage.

A derradeira classificativa e os seus pontos acabaram por ser o único objectivo de Dani Sordo e Jari-MattiLatvala, já sem hipóteses de terminar entre os dez primeiros.

E se o finlandês da Ford ganhou três dos seis troços do último dia, o espanhol da Mini impôs-se na Power Stage, limitando assim os danos de uma prova cheia de problemas, garantindo os três pontos ao bater Latvala por três décimas.

rali_armindo470Já para Armindo Araújo o regresso à prova utilizando o sistema super-rali trouxe pouco consolo no posto de melhor português, já que no troço de Santana da Serra o piloto de Santo Tirso sofreu um furo que o atrasou ainda mais. A mesma sorte que Sordo e Thierry Neuville, mas menos mau do que Patrick Sandell, que teve uma definitiva saída de estrada.

Classificação final

1.º Mikko Hirvonen/Jarmo Lehtinen (Citroen DS3 WR) 4h19m24,3s
2.º Mads Ostberg/Jonas Andersson (Ford Fiesta WRC) a 1m51,8s
3.º Evgeny Novikov/Dennis Giraudet (Ford Fiesta WRC) a 3m25,0s
4.º Petter Solberg/Chris Patterson (Ford Fiesta WRC) a 3m50,1s
5.º Nasser Al-Attiyah/Giovanni Bernacchinni (Citroen DS3 WRC) a 7m57,6s
6.º Martin Prokop/Maria Andersson (Mini JCW WRC) a 8m01,0s
7.º Dennis Kuypers/Robis Buysmans (Ford Fiesta WRC) a 8m39,1s
8.º Sebastien Ogier/Julien Ingrassia (Skoda Fabia S2000) a 9m00,8s
9.º Thierry Neuville /Nicolas Gilsoul (Citroen DS3 WRC) a 10m29,7s
10.º Jari Ketomaa / Mika Stenberg – Ford Fiesta WRC – a 11m44,6s

Em destaque

Subir