Nas Notícias

Helicóptero que caiu em Valongo ficou “completamente tomado pelas chamas”

O helicóptero que caiu esta tarde em Valongo, provocando a morte ao piloto, ficou “completamente tomado pelas chamas”, disse aos jornalistas o comandante distrital da proteção civil de Valongo.

“O helicóptero ficou completamente tomado pelas chamas. Agora, não sabemos se se incendiou ainda no ar ou se no momento da queda”, referiu o comandante no local.

Bruno Fonseca explicou que o helicóptero estava a fazer combate às chamas, acompanhado por uma brigada de operacionais que fez o desembarque minutos antes do acidente.

Neste tipo de situações, o comandante salientou que o piloto vem sempre acompanhado de uma equipa que fica em terra.

Dizendo que o incêndio está em fase de rescaldo, mobilizando 96 operacionais e 23 viaturas, Bruno Fonseca revelou estarem equipas a caminho do teatro de operações, vindas de Lisboa, para investigar as causas do acidente.

“Essas equipas estão a duas horas daqui, pelas últimas informações que recebi”, acrescentou, frisando desconhecer o tempo das investigações dado a sua formação ser de bombeiro.

32Shares

Mais partilhadas da semana

Subir