Motores

Hartogs e Nuthall repetiram ‘a dose’ no Iberian Historic Endurance

À imagem do que tinha sucedido na corrida de sábado, Hartogs e Nuthall impuseram o seu Ford GT 40 no confronto de domingo do Iberian Historic Endurance, Integrado no Algarve Classic Festival.

Na pista de Portimão a dupla anglo-brasileira voltou a ser superior a toda a concorrência, numa prova onde os melhores portugueses foram Bastos Rezende e Pais do Amaral, e onde no final o ‘safety-car’ teve de intervir.

Com uma grelha ordenada pelos resultados da corrida anterior, Hartogs e Nuthall saíram da ‘pole-position’, mas sem o outro Ford GT40, que não compareceu e deixou o caminho livre ao Jaguar E-Tyoe de Sautter e Newell, que arrancava do quarto lugar.

Na partida o Jaguar surpreendeu e ‘saltou’ para o comando, com Hartogs e Nuthall envolvidos com uma luta interessante com Carlos Barbot, no seu Merlyn MK4 e com o Porsche 911 3.0 RS de Zorilla e Moreno.
Infelizmente Carlos Brízido e Pina Cardoso, que eram os melhores portugueses à partida, atrasaram-se, deixando o protagonismo a outros. Não apenas ao Jaguar E-Type azul celeste que se isolava no comando, mas também a Bastos Rezende e Pais do Amaral, que no seu Porsche 911 3.0 RS chegavam à segunda posição, aproveitando a luta do trio atrás de si para também se isolarem e lideraram a categoria H-71.

Hartogs e Nutthall tiveram então um grande duelo com Guess e Hilliard no Ginetta e com Zorilla e Moreno, mas Brízido e Pina Cardoso cumprem uma penalização com passagem pelas boxes por excesso de velocidade nas mesmas.

Na abertura da ‘janela’ para troca de pilotos Sautter e Newell mantiveram a liderança do Jaguar azul celeste, mas rapidamente Hartogs e Newall iniciaram um ataque para ir buscar a liderança, com o Porsche de Bastos Rezende e Pais do Amaral mais atrás, e sempre no comando dos H-76.

O Ford GT40 prateado acabou por chegar à liderança, antes do ‘safety-car’ entrar em pista a 10 minutos do fim. O que praticamente selou o triunfo de Hartogs e Nuthall, tanto em termos absolutos como em H-GTP.

Guess e Hilliard cortaram a meta em segundo, mas uma penalização por pararem nas boxes fora de tempo custa o segundo posto à dupla do Ginetta G10, permitindo assim a Bastos Rezende e Pais do Amaral subirem ao segundo lugar do pódio e vencerem os H76. Sautter e Newell foram terceiros com o Jaguar E-Type, vencendo a categoria H65.

A penalização a Guess Hilliard também permite a Carlos Barbot ficar com a segunda posição da categoria H-GTP, enquanto Fernando Soares foi segundo nos H76, cuja última posição do pódio vai para Zorilla e Moreno.

Na categoria H71 o melhor foi Alexis Raoux, em Porsche 2.3 ST, que bateu os alemães Oldendorf e Monroy, em Alfa Romeo GTAm, e o português José Carvalhosa, em Porsche 911 2.5 ST, enquanto Ferreira e Carvalho, no Ford Escort, abandonaram.

Finalmente nos Gentleman Drivers o pódio foi inteiramente ocupado por pilotos em Porsche 911 SWB, com Lars Rolner a impor-se diante dos britânicos Hutson e Sonk e dos portugueses Nunes e Dal Maso.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir