Motores

Hamlin bate Truex Jr em ‘photo-finish’ nas 500 Milhas de Daytona

HamlinDaytona500 116

Denny Hamlin fez história ao vencer as 500 Milhas de Daytona com, prova ‘rainha’ e de abertura do campeonato NASCAR Sprint Cup, com a mais curta margem de sempre.

O piloto do Camry n.º 11 foi o que mais voltas liderou ao longo da corrida de 200 voltas ao traçado de Daytona Speedway, mas só se impôs após um final incrível em que bateu ao ‘photo-finish’ Martin Truex Jr.

Foi, aliás, a mais curta margem da história das Daytona 500, já que menos de meio metro separaram os dois primeiros classificados, numa prova que só teve cinco situações de bandeiras amarelas.

Mas poderia ter tido uma sexta se do toque entre Hamlin e Matt Kenseth tivesse resultado um ‘big one’ – um grande acidente coletivo – quando o piloto do Toyota n.º 11 deu um toque que descontrolou o Toyota º 20. Isto apesar dos dois serem ambos da mesma equipa, Joe Gibbs Racing (JGR).

Feb 21, 2016; Daytona Beach, FL, USA; NASCAR Sprint Cup Series driver Denny Hamlin (left) beats Martin Truex Jr. (78) to the finish line to win the Daytona 500 at Daytona International Speedway. Mandatory Credit: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports

Feb 21, 2016; Daytona Beach, FL, USA; NASCAR Sprint Cup Series driver Denny Hamlin (left) beats Martin Truex Jr. (78) to the finish line to win the Daytona 500 at Daytona International Speedway. Mandatory Credit: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports

Aliás, os homens da JGR dominaram quase toda corrida, com Denny Hamlin a liderar durante 95 voltas e Kenseth na fase final, até ao momento em que se desentendeu com o seu companheiro de equipa.

Truex Jr., que seguiu também durante grande parte da prova na ‘peugada’ de Kenseth, ainda fez um ‘forcing’ final para desfeitear Hamlin, mas teve de conceder a vitória ao seu adversário que deu também o primeiro triunfo à Toyota nas Daytona 500.

O campeão em título, Kyle Busch, deu ainda à JGR a terceira posição final, enquanto o infeliz Matt Kenseth viria a terminar num inglório 14.º lugar.

A curva quatro da pista de Daytona voltou a reclamar ‘vítimas’, pois foi lá que o ‘pole position’ Chase Elliot disse ‘adeus’ a um bom resultado, depois de perder o controlo do Chevrolet n.º 24, o mesmo acontecendo com o seu companheiro de equipa Dale Earnhardt Jr, o mais popular dos pilotos da NASCAR na atualidade.

4Shares

Mais partilhadas da semana

Subir