Fórmula 1

Haas mantém dupla de pilotos para 2020

A Haas anunciou a continuidade da sua atual dupla de pilotos, Kevin Magnussen e Romain Grosjean para a próxima temporada de Fórmula 1.

Um anúncio que vem ‘fechar uma porta’ a Nico Hulkenberg, que vai deixar a Renault no final da presente temporada para dar lugar a Esteban Ocon.

Embora tivesse admitido que Hulkenberg chegou a ser uma opção para a formação norte-americano, o seu responsável, Gunther Steiner, decidiu-se por manter Grosjean ao lado de Magnussen, cujo contrato termina em 2020.

“Experiência, e precisamos dela, foi um dos obstáculos da Haas F1 Team, e com Romain Grosjean e Kevin Magussen correndo pela equipa em 2020 vamos continuar a ter uma formação d pilotos que oferece uma sólida plataforma para continuarmos a crescer”, justifica Steiner.

O italiano sublinha que o francês e o dinamarquês “percebem como” a Haas trabalha “como equipa, e o conhecimento que podem trazer ao volante” é um valor para “uma forte fundação em redor da qual se pode construir a equipa”.

“Tem sido um ano duro para nós, com a flutuação de performance do VF-19, mas a nossa capacidade para compreender o que nos sucede em combinação com as experiências vão nos ajudar a aprender, a melhor e a avançar como um todo em 2020”, reitera Gunther Steiner.

Os últimos tempos não têm sido fáceis para a Haas, e apesar do VF-19 ser um monolugar rápido tem se debatido com muitas dificuldades para lidar com os pneus da Pirelli deste ano. A isso acresce a perda recente do seu principal patrocinador – a marca de bebidas energéticas Rich Energy. Atualmente a equipa americana ocupa o penúltimo lugar do campeonato do Mundo de construrores.

Já a Nico Hulkenberg restarão teoricamente duas possibilidades. Poder rumar à Red Bull Racing para ser tornar companheiro de equipa de Max Verstappen ou ficar com o lugar de Antonio Giovinazzi na Alfa Romeo.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir