Desporto

Guerra entre FIFA e Doyen é ignorada pela Comissão Europeia

A gestora de fundos de investimento Doyen está em guerra com a FIFA e queria processar o organismo do futebol por desvirtuar a concorrência, mas a Comissão Europeia… não quer saber.

Conhecida em Portugal desde o contrato rasgado por Bruno de Carvalho, que obrigou o Sporting a pagar 17 milhões de euros (num caso relacionado com a transferência de Marcos Rojo para o Manchester United), a Doyen pretendia contestar judicialmente uma deliberação da FIFA, que proíbe a existência de terceiras partes nos passes de futebolistas.

A Doyen e o clube belga Seraing alegaram que essa norma viola várias leis comunitárias da concorrência, mas a Comissão Europeia fez saber, em carta enviada à gestora de fundos, que “não pretende levar a cabo qualquer inquérito em relação às suas alegações”.

Mais partilhadas da semana

Subir