Fórmula 1

Grande Prémio da Austrália de F1 cancelado

O que se temia confirmou-se e o Grande Prémio da Austrália de Fórmula 1 foi cancelado.

Apesar de se ter procedido aos preparativos da primeira prova da temporada, e das equipas terem viajado para Melbourne, o caso de coronavírus diagnosticado a um membro da McLaren acabou por levar os responsáveis do campeonato e os organizadores a optarem pelo cancelamento do evento.

Ross Brawn, o diretor desportivo da F1 já tinha avisado que sem um dos participantes a participar na prova esta dificilmente se poderia realizar, ou pelo menos pontuar para o campeonato, e embora tenham sido feitos esforços para até ao último momento levar a cabo a corrida, a decisão acabou por ser a que a prudência aconselhava.

A decisão de manter os pilotos e membros das equipas à distância em relação a ‘media’ e fãs, mostrava que os responsáveis da prova não queriam arriscar qualquer incidente sanitário, mas a verdade é que a despistagem ao elemento da equipa McLaren e a decisão da equipa de se retirar anunciou o princípio do fim do evento.

Nem o facto de vários elementos da Haas testarem negativo ao covid-19 alterou o temor do cancelamento. E é claro que vários pilotos queriam competir, mas depois de reuniões entre as autoridades do estado de Vitória, os organizadores, a F1 e a Federação Internacional do Automóvel (FIA) acabou por ser inevitável o cancelamento, horas antes dos primeiros treinos terem lugar no Circuito de Albert Park.

É a primeira vez que tal acontece desde o Grande Prémio do Bahrain de 2011, cancelado por razões de instabilidade social. Este ano aquele país do Médio Oriente volta a receber a prova, já na próxima semana, mas com uma prova à ‘porta fechada’ devido à pandemia de coronavírus.

Mas muito provavelmente as perturbações ao Campeonato do Mundo de Fórmula 1 de 2020 não vão ficar por aqui, existindo grandes incertezas quanto à realização do primeiro Grande Prémio do Vietname, a 5 de abril, já para não falar do que sucederá à Itália, ainda que a corrida de Monza só ocorra para o final do ano.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir