Nas Notícias

Governo usa Gmail porque tem medo dos servidores nacionais

O executivo de Passos Coelho utiliza o Gmail, email da Google, para trocas de correspondência considerada confidencial. A razão desta medida prende-se com incertezas quanto à inviolabilidade dos servidores que estão ao dispor do Governo. Também o telefone dos gabinetes é preterido.

Passos Coelho e seus pares trocam correspondência eletrónica através do Gmail, cujos servidores estão alojados fora de Portugal, e temem falar ao telemóvel sobre assuntos de governação, que impliquem confidencialidade. O Governo teme que as informações partilhadas possam ficar disponíveis a intrusos e assim opta pela segurança fornecida pela Google.

O semanário Sol, que avançou com esta informação na sua edição de hoje, apresenta como fonte um ministro, não identificado, que justifica o recurso aos servidores internacionais com uma atitude de “cautela”, para evitar fugas de dados.

Os contactos telefónicos também dispensam a rede de comunicação ao dispor do executivo. Primeiro-ministro, ministros e secretários de Estado preferem recorrer aos telemóveis privados, pelos mesmos motivos, sempre que abordam questões que merecem total secretismo.

“Como ministro, não uso telefone para tratar de assuntos confidenciais”, refere ao semanário a fonte. Apesar de a ponderação obrigar a manter esta informação confidencial, certo é que um membro do Governo transporta para a opinião pública a desconfiança do executivo sobre a vulnerabilidade dos sistemas informáticos portugueses.

Em destaque

Subir