Insólito

GNR detém condutor “alucinado” que via guardas como “bichos”

Uma fuga no IP8 durou mais de 130 quilómetros, com um condutor a persistir em manobras perigosas, entre as quais condução em contramão. A GNR só conseguiu deter o fugitivo em Pegões, Montijo. Daniel Alves, de 41 anos, explicou o motivo deste ato inconsciente: “Eu estou alucinado. Os guardas pareciam bichos”.

O caso ocorreu ontem e começou na zona de Ferreira do Alentejo e terminou no Montijo, com o carro atolado num banco de terra de um caminho rural. Pelo meio, Daniel Alves poderia ter causado acidentes. Ultrapassagem após ultrapassagem, colocou em risco dezenas de condutores.

Mas 136 quilómetros depois, os militares da GNR puseram termo à fuga e abordaram o condutor. Alucinado ou com muita imaginação, explicou-se. “Estou completamente alucinado. Os guardas eram bichos e eu tinha de fugir”, disse, confessando o consumo de uma mistura de drogas, entre as quais cocaína.

Pelo caminho, Daniel Alves conduziu em contramão, passou sinais vermelhos, ultrapassou em zonas perigosas, pisou linhas contínuas, circulou em sentido inverso em diversas rotundas, numa fuga aos “bichos” que poderia ter-lhe custado a própria vida e a de terceiros.

Mais: antes, abastecera numa bomba de gasolina sem pagar. Ainda tentou atingir os guardas com objetos que tinha no carro, durante a fuga, e foi fazendo gestos obscenos aos militares que tentavam pôr termo à aventura.

Fez teste de alcoolemia, que acusou negativo, mas acabou detido, com duas facas na sua posse, e transportado para o Hospital de Beja. Aguarda inquérito em liberdade.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir