Fórmula 1

George Russell com uma oportunidade “natural” na Williams

À imagem de Lando Norris na McLaren, George Russell vai realizar a sua estreia competitiva na Fórmula 1 em 2019 com a Williams. Uma situação que o jovem britânico classifica como uma oportunidade “natural”.

Campeão da Fórmula 2 em título, Russell irá defender as cores da equipa de Grove ao lado do regressado Robert Kubica, numa promoção que o protegido da Mercedes deve à marca de Estugarda.

O jovem piloto britânico de 20 anos admitiu à cadeia televisiva Sky Sports que ao longo da sua carreia teve sorte, mas também uma oportunidade para demonstrar o seu talento nos vários escalões onde competiu: “Tive muita sorte de nestes últimos dois anos ter sido integrado no programa da Mercedes e ter assistido às reuniões com Lewis (Hamilton). Foi bastante irreal para ser honesto. O processo fez-se lá. Parece quase natural ter esta oportunidade que representa tudo com que sonhei”.

“Não subestimo ninguém. Sinto-me confiante. Saio destes dois anos incríveis e sinto-me pronto para enfrentar este desafio. Sou claramente um estreante. Não estou à espera de chegar e tentar alguma coisa estúpida. Sinto que chegou a minha hora. É uma grande etapa, e não apenas do ponto de vista da velocidade, passando da F2 à F1”, reflete George Russell.

Esta maturidade apesar da sua tenra idade, dá uma noção clara do que o espera: “Vai haver mais pressão. Somos observados por milhões de espetadores. Vou passar de uma equipa de 30 pessoas na F2 para 750 na Williams. E a pressão sobre os pilotos não se limita a guiar o carro”.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir