Fórmula 1

George Russell sai em defesa da Williams

George Russell saiu em defesa da Williams depois da equipa ter atrasado a finalização do seu monolugar de Fórmula 2 de 2019 e ter perdido dois dias de testes em Barcelona.

Na primeira semana, e no final das duas jornadas de ensaios com o FW42, Robert Kubica diz que não aprendeu “nada” do novo carro, mas Russell teve outra opinião.

“Mesmo que não perceba o muito trabalho que é necessário para pôr um carro de F1 a funcionar, ele existe. Já vimos isto na Force India, porque eles também falharam testes em 2015 e mesmo assim terminaram em quinto no campeonato”, sublinha o piloto britânico de 21 anos à publicação Raceweek.

O Campeão em título de Fórmula 2 referiu também: “Não se conseguem pontos por testar, e quem sabe o que vai acontecer. Claro que é frustrante olhar para todos os outros a rodar e nós a ficarmos a ver, mas ao mesmo tempo percebo quanto trabalho é feito nos bastidores. Por isso essa parte não foi frustrante. Sei que ninguém nos deixou nesta situação de forma deliberada”.

“Estou muito orgulhoso por todos na equipa por trabalharem tanto. É um privilégio guiar para esta equipa. Sim temos menos quilómetros que os outros, mas tenho toda a confiança na nossa equipa”, acrescentou George Russell.

3Shares

Mais partilhadas da semana

Subir