Motores

Galardão da FPAK reconhece época memorável de Alejandro Martins

Alejandro Martins ‘sentiu’ o que é lutar pelo título Nacional de Todo-o-Terreno ao ser galardoado na Gala dos Campeões da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

Uma época que foi inevitavelmente afetada pelo acidente sofrido no Rali de Marrocos,  forçou o piloto a uma longa paragem, mas não deixou de ser uma campanha memorável, em conjunto com o navegador José Marques.

Foto: AIFA

Uma Toyota Hilux imaculadamente preparada foi um forte aliado para que Alejandro Martins viesse estar ao seu melhore nível e triunfasse em provas como a Baja de Loulé, Dehesa Extremadura e Idanha-a-Nova, para além do terceiro lugar em Reguengos de Monsaraz, onde realizou uma corrida épica depois de um furo no prólogo e uma recuperação desde a 35ª posição.

Mas foi o triunfo em Idanha que ‘catapultou’ o piloto da Hilux para a luta pelo título, que não pôde disputar até final, devido à sua ausência na Baja Portalegre 500. No entanto ficam outros momentos como a Baja Aragon, onde andou regularmente na quinta posição, dois meses antes do acidente que acabou por afastá-lo da discussão dos lugares cimeiros dessa prova da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno e também da prova ‘rainha’ do TT nacional.

No entanto a FPAK não esqueceu que Alejandro Martins foi Campeão Ibérico em 2018 e distingui-o, mesmo se ainda está em fase de recuperação e só poderá regressar à competição nos últimos meses de 2019.

Mais partilhadas da semana

Subir