Nas Notícias

Gaia avança para redução de freguesias passando de 24 para 16

gaia camaraVila Nova de Gaia aprovou a redução de freguesia, em Assembleia Municipal, e vai perder oito freguesias, passando das 24 atuais para 16. A proposta de PSD, CDS-PP e PS foi aprovada por maioria, com 43 votos a favor e 14 contra. O Bloco é contra a reorganização administrativa, argumentando que “nenhum eleito tem o poder de fundir ou extinguir freguesias”.

O processo de reorganização administrativa do município de Gaia vai avançar com a extinção de freguesias, num quadro que passa de 24 para 16 freguesias, ainda com a fusão de Crestuma, Lever e Sandim numa única freguesia.

A Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia aprovou, ontem à noite, uma proposta conjunta apresentada pelo PSD, CDS e PS, numa reforma administrativa que mantém oito freguesias sem qualquer agregação. Contaram-se 43 votos a favor e 14 contra (dos quais se destacam votos contra de oito presidentes de Junta de Freguesia afetadas pelo processo de reorganização.

Numa assembleia que não contou com o presidente da Câmara Municipal de Gaia, por motivos de saúde, destaca-se ainda a posição do Bloco de Esquerda, que considera que “nenhum eleito tem o poder de fundir ou extinguir freguesias”.

Também a CDU se opôs à proposta, que segundo os comunistas “não serve as populações, mas se serve delas para alimentar interesses pessoais”. O partido defende, assim a “manutenção das 24 freguesias de Gaia”, bem como a “revogação imediata da lei 22/2012”.

No entanto, o vice-presidente da Câmara classifica a proposta de “equilibrada, distribuindo, de um modo proporcional, a população pelas freguesias a agregar”.

Em destaque

Subir