Motores

Gabriele Tarquini tem um fim de semana duro pela frente

Gabriele Tarquini não deverá ter um fim de semana fácil em Nurburgring, já que a pista do Nordeschleife tem sido madrasta para o italiano, que nela tem tido grandes acidentes nos anos anteriores.

O Campeão da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR) em título chega à pista germânica a 55 pontos do líder da competição, o argentino Esteban Guerrieri, da Honda, e o seu estado de espírito não é o melhor.

Depois dos Hyundai i30 N TCR terem visto o seu peso e performance diminuídos o desempenho de Tarquini também desceu, pelo que a abordagem para a prova deste fim de semana não lhe permite estar muito otimista.

“A minha relação com este circuito é estranha. Não sou muito forte nesta pista. Mas se não sou tão bom como outros pilotos no Nordschleife não tenho qualquer problema com isso. Apenas não tenho um bom andamento aqui. Não me dou bem”, afirma o mais veterano dos pilotos do atual pelotão do WTCR.

O treino em simulador não ajuda a forma como Tarquini vê Nurburgring, onde já abadonou duas vezes devido a acidentes: “Ao fim duas voltas já me sinto doente. Não posso usar o simulador. Ok, poderei fazer corridas de VLNM (competição que usa apenas o Nordescheilfe) ou fazer algumas voltas não é simples. Os custos são elevados. Algugar o circuito representa uma soma importante”.

4Shares

Mais partilhadas da semana

Subir