Desporto

Gabinete do primeiro-ministro desconhece pedido de reunião do Sporting

O Sporting revelou em comunicado oficial ter pedido uma “audiência urgente” com o primeiro-ministro e que, de resto, o encontro tinha sido já “aceite faltando agendar a data”. Porém, o gabinete de António Costa nega que tenha chegado qualquer pedido.

“Não está marcada”, garante o gabinete de António Costa ao jornal Económico sobre o pedido de reunião que o Sporting garantia, na segunda-feira, ter feito e ter sido “aceite” pelo chefe do Governo.

O Sporting revelava que o pedido de reunião surgia na sequência dos episódios de violência que a equipa leonina foi alvo, no balneário, na Academia de Alcochete, a 15 de maio.

No comunicado, os leões revelavam que a “audiência urgente com o primeiro-ministro – que já foi aceite faltando agendar a data –“.

O clube de Alvalade revelou também no comunicado, nesta segunda-feira, que houve uma “suspensão imediata dos benefícios protocolados” com a claque Juventude Leonina.

O referido pedido de reunião, que o Sporting revela ter feito mas que, afinal, o gabinete do primeiro-ministro desconhece, surge na sequência da invasão a Alcochete, quando o plantel foi agredido por um grupo de cerca de 50 alegados adeptos encapuzados, que agrediram técnicos e jogadores, tendo a GNR detido 23 dos atacantes.

Mais partilhadas da semana

Subir