Desporto

Futuro de Proença na Liga decidido na AG de 9 de junho

A continuidade de Pedro Proença como presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e o modelo de governação da entidade são os pontos quentes da Assembleia Geral (AG) marcada para 9 de junho.

Foi o próprio presidente da LPFP quem solicitou a reunião da AG, de caráter extraordinário, face à crescente contestação que tem enfrentado.

Ontem, na reunião dos presidentes dos 18 clubes da I Liga, o líder do S Braga, António Salvador, pediu mesmo a demissão de Pedro Proença, bem como dos clubes que integram a direção da LPFP.

O dirigente minhoto prometeu agir judicialmente caso o campeonato não chegue ao fim, depois de terem sido dadas garantias que iria acontecer.

A direção da LPFP é composta pelos primodivisionários Benfica, FC Porto, Sporting, Tondela e Gil Vicente, assim como por Mafra, Leixões e Cova da Piedade, da II Liga.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir