Desporto

Futsal: Sporting queixa-se do Benfica à Federação Portuguesa de Futebol

benfica_sporting_futsal_1Leões enviaram uma exposição ao organismo português com oito pontos, onde abordam situações ocorridas em três dos quatro jogos já disputados da final do Play-Off de futsal.

O Sporting enviou esta quarta-feira à Federação Portuguesa de Futebol um documento onde inúmera vários incidentes ocorridos na final do Play-Off de futsal, que disputa com Benfica.

Em comunicado publicado no site oficial, os leões assinalam oito pontos, referentes a três dos quatro jogos já disputados, onde apontam incidentes alegadamente causados pelos benfiquistas Joel Queioz, César Paulo, Ricardinho e Marcão, pelo técnico Paulo Fernandes, assim como toda a equipa, que terá alegadamente danificado o balneário do Pavilhão Paz e Amizade, em Loures.

Desta forma, o clube de Alvalade pretende agora que a FPF analise todos os pontos realçados nesta exposição. Os leões enviaram também vídeos que alegadamente comprovam os atos em baixo referidos:

Veja aqui o comunicado do Sporting:

“Na sequência dos incidentes recentemente ocorridos nos jogos da final do playoff de futsal, o Sporting Clube de Portugal remeteu uma exposição à FPF, com a descrição dos factos e acompanhada dos competentes meios de prova, a fim de poderem ser acionados os mecanismos disciplinares que reponham a verdade desportiva.

1. No 2º jogo da final do playoff de futsal, o jogador do SL Benfica Joel Queirós dirigiu-se à bancada onde estavam os dirigentes dos clubes e da FPF, criando um clima de crispação e violência. No 3º jogo, o referido jogador repetiu a conduta proferindo impropérios e provocações na direção de dirigentes da FPF, do Sporting e do selecionador nacional.

2. Após o final do 3º jogo da final do playoff, o jogador do SL Benfica César Paulo, arremessou uma bola para uma zona da bancada onde se encontravam dirigentes da FPF e do Sporting bem como o selecionador nacional Jorge Brás, tendo atingido um dirigente da FPF e uma espectadora. Tudo isto decorreu a escassos centímetros do cronometrista e do delegado ao jogo da FPF.

3. Após o final do 3º jogo da final do playoff, o guarda-redes do SL Benfica Vítor Hugo (que não estava na ficha de jogo) agrediu o jogador do Sporting Leitão, ameaçando reiterar a agressão de viva voz.

4. No 3º jogo da final do playoff, após ter sido expulso, o jogador do SL Benfica Ricardo Braga (Ricardinho) abordou o delegado da FPF, Eduardo Cruz, no túnel de acesso aos balneários em termos e com gestos impróprios.

5. No 3º jogo da final do playoff, a equipa do SL Benfica causou danos ao balneário que lhe foi facultado no Pavilhão Paz e Amizade, bem como ao pavilhão ao lado, destinado ao controlo anti-doping, praticando atos de vandalismo e danificando mobiliário dos espaços.

6. Após o final do 3º jogo da final do playoff, o guarda-redes do SL Benfica Marcos Affini (Marcão), tentou agredir um fotógrafo que se encontrava no terreno de jogo, não consumando o seu propósito apenas porque foi impedido por jogadores e staff do Sporting.

7. No final do 4º jogo da final do playoff, o treinador do SL Benfica proferiu declarações que consubstanciam incentivo à violência e à intolerância, criando artificialmente um ambiente insustentável para o jogo decisivo e acicatando os ânimos dos adeptos em vésperas de uma partida de alto risco.

8. No decurso dos 4 jogos da final do playoff foi visível e inequívoca a pressão constante, que os elementos do banco de suplentes do SL Benfica exerceram sobre a arbitragem.

Lisboa, 20 de junho de 2012

Sporting Clube de Portugal”

Clique aqui para ver os vídeos.

Recorde-se que Benfica e Sporting estão empatados, com duas vitórias cada, na final do Play-Off de futsal. A partida decisiva está marcada para sábado, 23 de junho, no Pavilhão da Luz. O jogo tem início marcado para as 14h30 e tornará conhecido o campeão nacional da modalidade.

Em destaque

Subir