Desporto

“Fui desrespeitado por Bruno de Carvalho”, diz Vicente Moura

Vicente Moura demitiu-se depois de entrar em choque com o antigo líder leonino. O homem forte das modalidades de Bruno de Carvalho explicou, em entrevista ao Record, as razões que levaram à sua saída, afirmando que foi “desrespeitado”.

“Passaram-se coisas que não gostei, o Bruno de Carvalho desconsiderou-me, embora talvez não o tenha feito de propósito, e após o regresso, o presidente fez duras críticas no Facebook aos jogadores, classificando-os de ‘meninos’. Eu não tolerei isso e pedi a demissão. Avisei o presidente da Mesa da Assembleia Geral, Jaime Marta Soares, e depois todas as modalidades que estava de saída”, explicou, referindo-se a uma viagem ao Cazaquistão, onde acompanhou a equipa de futsal do Sporting.

Em entrevista ao jornal Record, Vicente Moura conta que Bruno de Carvalho e Rui Caeiro chegaram ao Cazaquistão “de surpresa”, o que desenrolou peripécias que terminaram com a sua saída do clube.

“Depois da final não falaram com os jogadores nem se despediram deles. Encontrei-os depois no regresso no avião. Eles viajavam em classe executiva e os jogadores e eu em classe económica. Pressenti que os jogadores ficaram incomodados com isso e a mensagem de Bruno de Carvalho apressou a minha saída. Fui desrespeitado”, atirou.

Entretanto, recorde-se, Bruno de Carvalho reagiu à entrevista de Vicente Moura e revelou uma mensagem enviada pelo ‘comandante’.

Mais partilhadas da semana

Subir