Opinião

Como prevenir as frieiras nos pés?

Artigo de opinião de Fátima Carvalho, podologista responsável pelo Centro Clínico do Pé – Dr.ª Fátima Carvalho.

frieiras

As frieiras consistem numa pequena lesão na pele causada pelo frio. No caso das pessoas mais sensíveis, os vasos sanguíneos podem contrair devido ao frio e impedir a circulação do sangue até às extremidades, fazendo com que a pele nessas zonas não aqueça.

Esta patologia pode ter um grande impacto na saúde dos pés, sendo que os seus sintomas podem ser: pele fria e vermelha, bolhas, inchaço, prurido, dor e fissuras.

Alguns fatores de risco associados às frieiras passam por viver num local frio e seco; ter os pés dentro de água por longos períodos, de forma recorrente; mudanças de temperatura acentuadas, e possuir doenças que interferem na resposta ao frio.

É fundamental adotar medidas preventivas e, para isso, deve hidratar a pele frequentemente; evitar ambientes húmidos e frios; não utilizar calçado apertado; beber bastante água; praticar atividade física; e adotar uma alimentação saudável.

Quanto às opções de tratamento, a laserterapia e a ozonoterapia são duas terapias com alta taxa de sucesso nesta patologia.

A laserterapia atua de três formas: hipertermia, bioestimulação e vasodilatação, apresentando diferentes efeitos como, por exemplo, analgésico, anti-inflamatório, mas também o favorecimento da atividade vascular.

A ozonoterapia é uma terapêutica não farmacológica que age através da estimulação do organismo por um choque terapêutico, sendo que os seus benefícios passam por ativar a microcirculação, melhorar o metabolismo celular e estimular o crescimento de tecido de granulação, favorecendo o processo de cicatrização.

Mantenha os cuidados com os seus pés e adote medidas preventivas, especialmente durante as épocas mais frias. No caso de dúvidas ou suspeita de algum problema deve contactar um podologista.

Em destaque

Subir