Apresentações/Novidades

Ford propõe novo ‘crossover’ Puma

É bom esquecer o passado, porque o Ford Puma já não é um pequeno coupé utilitário. O novo modelo é algo completamente diferente; é um ‘crossover’ compacto e está a chegar ao mercado nacional.

Um design distinto, cuja secção dianteira é inspirada na estética da mais recente gama da marca da oval, marcam esta nova proposta de Detroit, que alinha também com a tecnologia, pois é um ‘mild-híbrido’.

Óticas ligeiramente ovaladas, com assinatura LED e uma grelha que é o grande ponto de contacto com os seus ‘irmãos’ mais velhos, e ainda um perfil coupé fazem deste novo Puma uma proposta que pretende competir no mercado com alguns dos SUV mais pequenos do segmento, pensado para uma utilização polivalente para a família.

Espaço a bordo, para ocupantes e bagagem (456 litros de volume), tipificam este ‘crossover’, cujas dimensões exteriores fazem pensar que o seu interior é menos generoso do que realmente é.

Posicionado abaixo entre o EcoSport e o Kuga, este novo Ford Puma quer bater-se com alguns nomes firmados no mercado, como o Volkswagen T-Roc fabricado em Palmela. Este é produzido relativamente próximo da capital romena, em Craiova e foi mesmo pensado para ser utilizado tanto na cidade como em escapadelas fora de estrada.

Mas uma das diferenças deste ‘crossover’ é mesmo a versão ‘mild-hybrid’, que de acordo com a marca da oval oferece 155 cv, isto apesar de ostentar o pequeno motor Ecoboost de 1,0 litros três cilindros. O sistema recupera a energia gerada durante a travagem ou descidas inclinadas, recarregando uma bateria de iões de lítio com 48 volts, arrefecida a ar. Com a energia conseguida são alimentados os sistemas elétricos auxiliares do automóvel.

O sistema integrado, com motor de arranque alternador de 11,5 kW é comandado por correia – BISG ou Belt-Driven Integrated Starter/Generator. Substitui o alternador convencional, permitindo a recuperação e o armazenamento da energia perdida durante a travagem e com o veículo em desaceleração.

Na versão mild-hybrid inteligente há duas opções de potência – 125 e 155 cv –, sendo que este sistema monitoriza continuamente a forma como o veículo está a ser utilizado, determinando assim quando e com que intensidade deve carregar a bateria. Esta é uma gestão que é feita com recurso a substituição de binário e complemento de binário. Algo para explicar noutra oportunidade.

Claro que, como já é um ‘must’, conectividade não falta ao novo Puma, com a possibilidade de ligar o dispositivo móvel via bluetooth ao sistema de entretenimento Ford SYNC 3. Do conjunto faz parte um ecrã tátil de oito polegadas, que pode ser operado ao toque e é compatível com Apple CarPlay e Android Auto. O SYNC3 permite controlar as funções do sistema de som, navegação e climatização, para além de smartphones recorrendo apenas comandos de voz.

De referir que este ‘crossover’ já vem dotado com tecnologia de modem integrado FordPassConnect, que permite, através de um ‘hotspot’ Wi-Fi, conectar até dez dispositivos. Através da app móvel FordPass, o condutor do novo Ford Puma pode utilizar o Localizador do Veículo, verificar o nível de combustível, o estado do alarme ou a vida útil do óleo, entre outros, trancar/destrancar as portas à distância e a função de arranque à distância (nas versões equipadas com transmissão automática de sete velocidades).

0Shares

Em destaque

Subir