Nas Notícias

Forças de segurança fazem levantamento dos idosos em situação de vulnerabilidade

As forças de segurança estão a fazer um levantamento dos idosos que vivem em situação de vulnerabilidade, um trabalho que vai ser partilhado com as autarquias, anunciou hoje o ministro da Administração Interna.

“Determinamos que as forças de segurança façam um levantamento dos idosos em função de vulnerabilidade e estamos a partilhar com as estruturas das autarquias, designadamente com área de apoio social das autarquias, o número concreto”, disse Eduardo Cabrita no parlamento, numa resposta à deputada do CDS Vânia Dias da Silva, que colocou a questão da violência contra idosos.

Sublinhando que a violência contra idosos “é uma matéria relevante”, o ministro adiantou que este levantamento pretende atuar na dimensão da pobreza, isolamento e insegurança, permitindo “um esforço concertado” para dar uma maior segurança aos idosos.

O ministro está hoje à tarde a responder na Assembleia da República a uma interpelação do PSD sobre “As condições do exercício da segurança em Portugal”.

No debate, a deputada do Bloco de Esquerda Sandra Cunha questionou o ministro da Administração Interna sobre o futuro dos postos da GNR situados no interior do país que tem “um horário das nove às cinco” e, muitas vezes, funcionam “apenas comum elemento”.

Eduardo Cabrita respondeu que “não houve qualquer encerramento de posto, nem haverá”.

O ministro sustentou que “a redefinição do dispositivo, quer em área urbana, quer em área rural, será sempre realizada em estreita articulação com as forças de segurança e em diálogo com os autarcas”.

4Shares

Mais partilhadas da semana

Subir