Mundo

“Foi o ataque mais sofisticado desde a Segunda Guerra”, diz Breivik no tribunal de Oslo

anders_breivik_2Com a frieza com que matou 77 pessoas, Anders Breivik assegura no tribunal de Oslo que voltaria a fazer “tudo de novo”, se pudesse voltar atrás. Breivik não revelou qualquer arrependimento dos seus atentados em Oslo e Utoya, em julho do ano passado, que considera “o ataque mais sofisticado desde a Segunda Guerra”.

“Faria tudo de novo outra vez”, afirmou Anders Breivik, no tribunal de Oslo, durante a segunda sessão do julgamento, no qual responde pelo morte de 77 pessoas, nos atentados que praticou em 2011.

Segundo Breivik, as vítimas são “militantes políticos” e “não são crianças inocentes”, pelo que o crime de que é autor, segundo o próprio, “tem justificação”. O acusado voltou a enfrentar os juízes do tribunal de Oslo sem qualquer alteração de personalidade.

Está consciente de que os seus atos em Oslo e Utoya não devem ser punidos e representam uma “punição justa”, em nome da proteção dos noruegueses. “Uma pequena barbárie é melhor do que uma barbárie muito maior”, disse ainda.

Anders Breivik considerou que o seu ataque foi “o mais sofisticado e espetacular” que ocorreu na Europa, “desde a Segunda Guerra Mundial”.

O autor dos atentados reiterou o carácter político do seu atentado. “Não sou eu que estou errado, mas os sociais-democratas e marxistas. Eles pretendem transformar a Noruega numa sociedade multicultural, sem auscultarem a população”, revelou.

Em destaque

Subir