Nas Notícias

Fogo em fábrica de plástico em Gaia dominado

O incêndio que hoje deflagrou numa fábrica de plásticos, componentes plásticos e carimbos de Vila Nova de Gaia, “está dominado e já não se propaga para fora das instalações” disse pelas 15:45 o comandante da Proteção Civil.

Em declarações à agência Lusa, Vítor Primo contou que este incêndio “teve muita intensidade” e obrigou a “operações muito difíceis” devido às características dos produtos armazenados na fábrica que apontou serem “muito tóxicos e muito densos”, mas referiu que neste momento, cerca das 15:45, “está tudo controlado”.

Em causa um incêndio na “Moldiflex”, zona industrial de Grijó, Vila Nova de Gaia, que começou pelas 12:26.

“O incêndio está dominado. A situação está controlada. Já não se propaga para fora das instalações. A cobertura ruiu e a fachada está numa situação muito instável. Provavelmente o que não cair, terá de ser deitado abaixo”, referiu o comandante da Proteção Civil de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto.

Questionado sobre estimativas para o incêndio, que pelas 15:45 mobilizava 17 veículos e 45 bombeiros, entrar em fase de rescaldo Vítor Primo apontou que “possivelmente será dentro de uma hora”.

“Foi uma operação difícil porque os produtos existentes obrigavam a muita cautela. Acredito que as instalações terão de ser reconstruídas. Os 35 funcionários saíram em segurança do edifício que foi evacuado logo que se detetou o incêndio”, referiu o comandante.

No local estão elementos dos Sapadores de Gaia, bem como do Porto, somando-se das corporações da Aguda, Carvalhos, Valadares e Coimbrões.

Mais partilhadas da semana

Subir