Local

Fogo em fábrica de Gaia combatido por 46 homens e 18 viaturas

Quarenta e seis homens apoiados por 18 veículos estão esta tarde a combater um incêndio de grandes proporções numa fábrica de plásticos, componentes plásticos e carimbos de Vila Nova de Gaia, disseram à Lusa fontes da Proteção Civil.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto, pelas 15:00 estava “ainda em curso” e a ser combatido por “46 operacionais e 18 veículos” o fogo que começou pelas 12:26.

Fonte dos Sapadores Bombeiros de Gaia indicou que não há feridos em resultado do incêndio na “Moldiflex”, zona industrial de Grijó, atualmente “a lavrar” e onde estão “22 homens e nove viaturas” daquele batalhão.

A mesma fonte dos sapadores disse que as chamas deflagraram numa fábrica de “plásticos, componentes de plástico e carimbos”, na rua do Cruzeiro, em Serzedo.

Ao início da tarde, fonte do mesmo batalhão disse à Lusa que um incêndio de “grandes proporções” estava a destruir uma fábrica de plásticos de Vila Nova de Gaia, acrescentando que o edifício estava “todo tomado” pelas chamas.

Contactada pela Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto adiantou que o alerta foi dado às 12:26 e que a combater o incêndio encontram-se 37 operacionais, apoiados por 15 viaturas.

Mais partilhadas da semana

Subir