Nas Notícias

FMI corta previsão de crescimento do Brasil para 0,8% em 2019

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu hoje a sua projeção sobre o desempenho da economia brasileira, baixando a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país de 2,1 por cento para 0,8 por cento em 2019.

Entre as diferentes versões do relatório do FMI “World Economic Outlook” divulgadas em abril e julho, o crescimento económico brasileiro sofreu uma baixa de de 1,3 pontos percentuais.

Segundo o órgão, a baixa nas previsões sobre o Brasil refletem uma procura doméstica mais fraca do que o esperado e um menor otimismo diante das incertezas sobre a capacidade do Governo levar adiante reformas económicas estruturais.

Embora se tenha mostrado pessimista, o FMI sinalizou que acredita que haverá uma aceleração do crescimento económico do país em 2020 porque a expectativa sobre a subida do PIB do Brasil está em 2,4 por cento no próximo ano, projeção apenas 0,1 ponto percentual abaixo do que constava na versão anterior do relatório divulgada em abril.

O FMI também voltou a rever em baixa a previsão de crescimento da economia mundial para 3,2 por cento este ano e 3,5 por cento em 2020, menos 0,1 pontos percentuais em ambos os casos face à estimativa de abril.

O órgão espera que a economia mundial cresça 3,2 por cento este ano, depois da expansão de 3,6 por cento em 2018, recuperando para um crescimento de 3,5 por cento em 2020.

Mais partilhadas da semana

Subir