Motores

Filipe Barreiros entre a satisfação e a frustração

FilipeBarreirosEstoril4

A primeira jornada do International GT Open, disputada este fim-de-semana no Autódromo do Estoril, teve um saldo misto para Filipe Barreiros. Por um lado a satisfação do segundo lugar na categoria de amadores na corrida de sábado, e por outro a frustração de perder a segunda posição na categoria no confronto de domingo.

Dividindo o Rsnault RS01 GT3 da V8 Racing com o holandês Diederik Sithjoff, o piloto de Lisboa abordava este começo de campeonato com grande otimismo e motivação, por guiar um novo carro numa nova equipa e também pelo facto de correr diante do seu público.

A primeira corrida esteve dentro das expetativas, ainda que o fim-de-semana fosse complicado, devido à dificuldade de encontrar o melhor ‘set-up’ para a nova máquina. Em prova a equipa conseguiria minimizar os problemas com a obtenção do 10.º lugar da classificação.

Ficava a certeza de Barreiros relativamente à necessidade “de continuar a trabalhar para encontar a melhor afinação”, sendo que na corrida houve alguns contratempos.

FilipeBarreirosEstoril5

“Perdi no início algum tempo para evitar uma confusão. Saí para a gravilha e perdi muito tempo. Depois foi sempre a recuperar e aos mesmo tempo controlar os nossos adversários”, conta Filipe Barreiros.

No domingo as coisas complicaram-se, pese embora o piloto português e o seu companheiro de equipa tenham feito uma boa corrida. Depois de largarem da terceira posição entre os amadores, Barreiros e Sitjhoff recuperaram até segundo e quando pensavam que esse seria o lugar final, uma penalização fê-los cair para o quarto posto.

“Recebi o carro em terceiro e recuperei até segundo. Estávamos com um andamento bom quando fomos penalizados com uma volta por erro de estratégia”, lembra o piloto de Lisboa.

“O meu companheiro de equipa ficou mais tempo em pista do que devia, muito provavelmente por alguma distracção da equipa e isso custou-nos mais uma subida ao pódio e penaliza-nos bastante em termos de contas do Campeonato”, explicou Filipe Barreiros, que já pensa na próxima prova, que decorre em Spa no final do mês de Maio: “Nessa altura esperamos também que o ‘balance os performance’ de todos os carros esteja mais equilibrado para que as lutas sejam mais justas”, concluiu.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir