Motores

Filipe Albuquerque parte de sexto em Le Mans

Filipe Albuquerque vai partir da sexta posição da categoria LMP2 para as 24 Horas de Le Mans, que se disputam este fim de semana no Circuito de La Sarthe.

Uma qualificação que se destinou mais a acertar o Ligier JSP217 # 22 da United Autosports – que o piloto português divide com Phil Hanson e Paul di Resta – para a corrida do que propriamente a realizar uma volta rápida, acaba por explicar o desempenho.

Ainda assim Albuquerque ficou ciente de que, em termos de velocidade de ponta, o Ligier não está próximo dos dominadores Oreca, que arrecadaram os primeiros lugar da grelha na categoria.

“Sabemos em situação de corrida as coisas são diferentes. Durante a qualificação, na minha melhor volta, fiquei com a sensação que tudo tinha corrido na perfeição, mas os nossos adversários também foram perfeitos e o resultado deles foi melhor que o nosso. O importante não é olhar para trás, mas para a frente e sobretudo o que poderemos fazer em corrida para anular esta diferença”, analisou o piloto de Coimbra que celebrou ontem em Le Mans o seu 34º aniversário.

Numa prova tão longa, tão exigente onde máquinas, pilotos e equipas são levadas ao limite, tudo pode acontecer, como faz questão de salientar Filipe Albuquerque: “Nem sempre o mais rápido é o que ganha e em Le Mans isso é ainda mais notório. A fiabilidade do carro, a isenção de erros e uma dose de sorte são factores para o sucesso”.

“Temos de nos manter longe dos incidentes, assegurar um andamento constante e esperar que a máquina não acuse o esforço a que vai estar sujeita. Se todos estes ‘ingredientes’ funcionarem, o resultado acabará por aparecer. Continuo a acreditar que poderemos terminar a prova nos lugares do pódio. Estamos os três muito focados nesse objectivo que é comum”, rematou o piloto português, que cumpre este ano a sua sexta participação na emblemática prova francesa.

Mais partilhadas da semana

Subir