Desporto

FIFA vai proibir exploração da imagem de mulheres belas nos estádios

Federico Addiechi, responsável da FIFA com a pasta da diversidade, revelou que o órgão que superintende o futebol mundial pretende acabar com o sexismo e com a exploração da beleza feminina, nos estádios de futebol. Os operadores televisivos são o alvo desta medida, que se tornará obrigatória, a curto prazo.

A FIFA quer acabar com a exploração da imagem de mulheres belas nos estádios de futebol, nas competições que organiza.

Em declarações à BBC, Federico Addiechi revelou que a curto prazo a medida será implementada e que, no imediato, já foram feitos avisos aos operadores televisivos.

Esta será a prioridade da FIFA, que admite avançar com proibições.

“Será normal que avancemos nesse sentido”, diz Addiechi.

A FARE [Football Against Racism in Europe], que trabalha em estreita cooperação com a FIFA e que monitoriza o comportamento dos em jogos do Mundial, detetou a proliferação do fenómeno.

Aquela organização registou ainda dezenas de casos de mulheres que foram abordadas nas ruas, por desconhecidos, durante o Mundial da Rússia.

Além destes episódios, há registos de jornalistas que foram alvo de assédio, mesmo durante reportagens em direto.

Veja o vídeo:


Para o órgão que rege o futebol mundial, este tipo de incidentes resulta de uma cultura sexista no desporto-rei, onde a mulher é tratada de forma desrespeitosa.

A FIFA decidiu tomar medidas e vai alertar os operadores televisivos para a necessidade de proteger as mulheres e não exibir a beleza das adeptas no estádio como forma de ‘entretenimento’.

Mais partilhadas da semana

Subir