Cultura

Festival Fado chega este ano à capital do Equador

O festival Fado, que começou em 2011 em Madrid e pretende “mostrar a permanente interação do fado com outros géneros”, também chega este ano à capital do Equador, Quito, anunciou hoje a promotora da iniciativa.

“Este ano, a cidade de Quito no Equador é a grande novidade que se junta a esta edição”, refere a promotora Everything is New, num comunicado hoje divulgado sobre a nova edição da “maior mostra de fado a nível internacional, que nasceu em 2011 em Madrid e já conta com grandes cidades da Europa, África e América Latina, como Madrid, Sevilha, Barcelona, Rabat, Casablanca, Rio de Janeiro, São Paulo, Buenos Aires, Santiago do Chile, Bogotá, Lima e Cidade do Panamá”.

Para a “expansão no continente americano” do festival, a promotora convocou o cantor António Zambujo e a fadista Carminho.

O Festival Fado na América Latina começa na quarta-feira, em Santiago do Chile, com um espetáculo de Carminho.

António Zambujo atua na quinta-feira, na mesma cidade.

Buenos Aires acolhe os dois músicos no sábado (António Zambujo) e no domingo (Carminho).

A 06 de junho, Carminho atua em Lima. Nos dias 08 e 09 de junho, é a vez de o Rio de Janeiro, no Brasil, receber os concertos de António Zambujo e Carminho, respetivamente.

O festival passa depois por São Paulo (Carminho, a 10 de junho, e António Zambujo, a 11 de junho), por Bogotá (Carminho, a 14 de junho, e António Zambujo, a 15 de junho), por Quito (Carminho, a 16 de junho) e pela Cidade do Panamá (Carminho, a 18 de junho).

O festival “pretende mostrar a permanente interação do Fado com outros géneros poético-musicais nacionais e internacionais, o diálogo alargado com outras Músicas Tradicionais portuguesas, do Vira do Minho ao Cante alentejano, e com as Músicas do Mundo, da Morna à Música Popular Brasileira, do Jazz à Música Árabe, da Canção de Intervenção ao Folk”.

Além dos concertos, o festival inclui ‘masterclasses’, conferências, com uma programação que também passa “pelo cinema”.

0Shares

Em destaque

Subir