Fórmula 1

Ferrari talvez use recurso alternativo para apelar da penalização a Vettel no Canadá

A Ferrari poderá recorrer ao direito de revisão das imagens junto da Federação Internacional do Automóvel (FIA) ao incidente de Sebastian Vettel no Grande Prémio do Canadá de Fórmula 1 para desafiar a penalização de que o alemão foi alvo.

Vettel cortou a meta à frente de Lewis Hamilton mas o Campeão do Mundo foi declarado vencedor depois de uma penalização ao germânico por regresso perigoso à pista na sequência de uma incursão pela escapatória da curva três do Circuito Gilles Villeneuve, prejudicando a trajetória de Hamilton, obrigando esta a uma manobra evasiva para evitar a colisão entre ambos.

O prazo para a equipa de Maranello recorrer expirava no prazo de três dias, pelo que a Ferrari se apressou a fazer o apelo, ainda que a formação italiana considere a uma ação alternativa em vez de um meio convencional para o recurso.

Embora seja provável que a FIA recuse o recurso a um tribunal independente para julgar este caso, a Ferrari já deu a entender que poderá recorrer a uma forma alternativa para apresentar a argumentação em favor do seu piloto.

O Código Desportivo Internacional, ao abrigo do Artigo 14.1.1 diz claramente que é possível uma revisão das decisões dos comissários, desde que sejam fornecidas novas provas que não estavam disponíveis à altura de decisão. Também estipula um prazo de 14 dias depois da classificação final ser publicada para que o recurso seja aceite depois da apresentação da argumentação.

A Ferrari não fez quaisquer comentários sobre como deseja atuar neste assunto, mas certo é que o prazo expira no final de hoje. Um porta-voz da equipa apenas referiu: “Estamos ainda a trabalhar na recolha de mais provas”.
Veremos quais serão essas provas, uma vez que os comissários desportivos presentes em Montreal tiveram acesso a dados de telemetria para além das imagens do incidente.

12Shares

Mais partilhadas da semana

Subir