Fórmula 1

Ferrari espera dificuldades em Silverstone

A Ferrari não está otimista para o Grande Prémio da Grã-Bretanha, a disputar no próximo fim de semana em Silverstone, apesar de ter ganho a prova no ano passado.

O facto da Mercedes não ter ganho na última corrida, na Áustria, onde se impôs Max Verstappen pela Red Bull Racing, não deixa a Ferrari com mais esperanças de ser bem sucedida em terras britânicas.

A equipa de Maranello está mesmo preparada para sofrer e não conseguir reeditar o êxito obtido por Sebastian Vettel em 2018. Nessa altura o germânico beneficiou de um mau começo de Lewis Hamilton. Isto num circuito que não parece particularmente adequado para o Ferrari SF90.

“Silverstone é um dos circuitos mais difíceis da temporada. Ele oferece um verdadeiro desafio para o equilíbrio do carro”, diz o diretor da equipe, Mattia Binotto. “Os pneus também estão sob carga pesada e seu comportamento desempenha um papel crucial na corrida. Não se espera que Silverstone seja uma boa partida para o nosso carro, mas vimos em todas as corridas que a hierarquia de forças pode evoluir, muitas vezes inesperadamente. Algumas melhorias aerodinâmicas serão introduzidas à medida que o carro se desenvolve”, acrescenta o italiano.

Já Sebastian Vettel gosta da pista britânica, sobretudo porque tem boas recordações. O alemão tem esperanças de regressar às vitórias, que não não consegue desde o Grande Prémio da Bélgica do ano passado.

“Eu prefiro os setores mais antigos, onde a velocidade de passagem é rápida”, admite o tetra campeão do Mundo. Vencemos aqui no ano passado e este é também o local onde a Ferrari conquistou sua primeira vitória na F1. A marca está, portanto, muito ligada a este circuito”, lembra o piloto de Heppenheim.

16Shares

Mais partilhadas da semana

Subir