Motores

Fernando Alonso não deverá continuar na Toyota

Tudo indica que Fernando Alonso não deverá permanecer na equipa Toyota para o Campeonato do Mundo de Resistência de 2019/2020.

A continuidade na equipa de Colónia do piloto espanhol é colocada em causa por rumores que dão como certa a sua substituição por Brendon Hartley, ex-piloto da Porsche no WEC, mas a Toyota nega-se para já a confirmar.

Um porta-voz da Toyota Motorsport GmBH disse apenas esperar “anunciar os pilotos” da equipa “para a próxima época dentro em breve”. Mas ganha cada vez mais força a ideia de que Hartley estará ao lado de Kazuki Nakajima e Sebastian Buemi no TS050 Hybrid # 8 na temporada de 2019/2020, cujo arranque está previsto para setembro em Silverstone.

O neozelandês, duas vezes Campeão do Mundo de Resistência e ex-piloto da Toro Rosso na Fórmula 1, deverá até ser o piloto de reserva da Toyota nas 24 Horas de Le Mans, em junho, quando Fernando Alonso tiver a sua participação na prova de La Sarthe aos comandos do TS050 Hybrid # 8.

Aquando das 24 Horas de Daytona o espanhol já tinha dito que as suas possibilidades de permanecer na Toyota eram de “50/50”, sendo que elas ter-se-ão reduzido bastante nas últimas semanas, em favor de uma substituição por Hartley.

Alonso vai competir este ano, e pela segunda vez nas 500 Milhas de Indianápolis, e isso também é tido em conta para que ‘abrande’ o seu programa de competições. “Sinto que preciso de recarregar baterias”, afirmou a quando da prova do WEC em Xangai, em novembro do ano passado.

Mais partilhadas da semana

Subir