Motores

Fernando Alonso já pensa num novo desafio: o Dakar

Fernando Alonso está prestes a enfrentar um novo desafio; a sua estreia no Rali Dakar pela mesma equipa que venceu a última edição da prova.

Será algo completamente diferente de tudo a que está habituado o Bicampeão do Mundo, mas que nos testes que realizou em março o terá deixado seduzido.

Agora com mais tempo disponível, depois de ter saído da equipa da Toyota no Campeonato do Mundo de Resistência, com a conquista do título e a sua segunda vitória nas 24 Horas de Le Mans em junho, Alonso concentra-se no desafio que é a prova ‘rainha’ do todo-o-terreno internacional.

O espanhol de 38 anos ensaiou em março a Toyota Hilux Overdrive, com a orientação do ex-vencedor do Dakar Giniel de Villiers, pelo que se espera que anuncie este novo projeto, num desafio que já admitiu “ser bastante difícil”. Garantindo no entanto que “vai exigir que dê o melhor de mim mesmo e me dedique completamente durante vários meses. Se fosse fácil não seria divertido”.

Se a possibilidade de voltar a um monolugar de IndyCar ainda existe, com o recente anúncio de que a McLaren se associará à Schmidt Peterson Motorsport na disciplina, Fernando Alonso não quer perder a oportunidade de competir no Rali Dakar, que em janeiro do próximo ano se vai disputar na Arábia Saudita.

Giniel de Villiers já admitiu que o piloto asturiano fará mais alguns testes com a equipa Toyota Africa do Sul e faça algumas provas mais pequenas, sendo provável que participe no Rali de Marrocos em outubro, que normalmente é uma espécie de preparação em competição para o ‘Dakar’.

“Ele é um Bicampeão do Mundo de F1, e obviamente sabe guiar. Aprende muito depressa, pois há algumas coisas que ainda tem de aprender, porque até agora só teve dois dias de testes, por isso foi-lhe impossível aprender tudo o que precisa. Necessita de um pouco mais de tempo nas dunas”, considera De Villiers.

No entanto o sul-africano considera que Alonso não vai ter problemas: “Em termos de performance e ele melhora rapidamente, fazendo as coisas da forma certa, começando lentamente e progressivamente a aumentar a velocidade e no final termina a ser muito rápido”.

Mais partilhadas da semana

Subir