Motores

Félix da Costa em ‘contagem decrescente’ para a nova época de Fórmula E

António Félix da Costa está a postos para a sexta temporada de Fórmula E, a primeira que disputa integrado na equipa campeã em título, a DS Techeetah.

Tal como sucedeu na época anterior a competição de monolugares elétricos sancionada pela FIA irá arrancar em Al-Diriyah, Riade, e promete ser muito disputa, tanto mais que se estreiam Porsche e Mercedes.

Num traçado saudita onde já foi feliz – alcançou uma das suas duas vitórias na disciplina – Félix da Costa mostra-se bastante motivado, sobretudo porque está numa equipa com provas dadas, que já venceu dois campeonatos com Jean-Eric Vergne, o seu companheiro de equipa para esta temporada.

“Não escondo que a mudança para a DS Techeetah tem como objetivo conquistar o título. Trabalhamos bem na pré-época com esse propósito, sendo que me integrei muito bem na equipa. Mas é difícil prever se seremos competitivos face às equipas adversárias”, começa por dizer o piloto português.

Uma coisa parece ser certa para António Félix da Costa; o grande equilíbrio no pelotão da Fórmula E: “O campeonato vai ser seguramente muito competitivo e disputado, com a chegada de novas marcas. O mais importante este fim de semana será começar bem a época, trazer bons pontos e iniciar de uma forma sólida esta caminhada com a minha nova equipa”.

O piloto de Cascais não tem “dúvidas de que a consistência” será “a grande arma para se lutar pelo campeonato”, que será disputado por 24 monolugares, representando a DS, BMW, Audi, Nissan, Mahindra, Jaguar e agora também Porsche e Mercedes.

2Shares

Mais partilhadas da semana

Subir