Motores

Félix da Costa com dia difícil em Xangai

António Félix da Costa não teve um dia fácil nas 6 Horas de Xangai, quinta prova da ‘super temporada’ do  Campeonato do Mundo de Resistência (WEC), que terminou na 11ª posição da categoria GTE Pro.

O piloto português, que mais uma dividiu o BMW M8 GTE # 86 com Tom Blomqvist, tudo fez para se manter nas posições cimeiras, mas uma penalização de ‘stop & go’ não permitiu à dupla luso-britânica concluir a corrida no top cinco.

Tudo se deveu a um erro da equipa MTEK, que chamou o BMW de Félix da Costa num momento de ‘safety car’. Os 30 segundos perdidos na penalização deitou por terra qualquer esperança que o piloto de Cascais tinha para obter um bom resultado.

“Não foi um dia bom para a BMW, se por um lado na chuva nunca tivemos andamento para lutar pela vitória, a verdade é que estávamos a fazer a melhor corrida possível até à penalização que nos retirou qualquer hipótese de lutar pelo top cinco”, afirmou Félix da Costa após a corrida.

O piloto português sente que este não era o desfecho que desejava, mas está determinado a que não se cometam os mesmos deslizes na próxima prova do WEC: “Temos de analisar bem os erros, garantir que não os repetimos e voltar na próxima corrida mais fortes, pois aqui m Xangai não tivemos performance para lutar com os mais rápidos”.

2Shares

Mais partilhadas da semana

Subir