Desporto

FC Porto avança com queixa contra Varandas Fernandes

O FC Porto vai avançar com um processo contra Varandas Fernandes, vice-presidente do Benfica. Em causa estão as declarações “falsas e difamatórias”, proferidas nesta quinta-feira, em conferência de imprensa. O dirigente encarnado defendeu que o FC Porto pagou e instigou o acesso ilegítimo do sistema informático do Benfica.

“Alguém acredita que um hacker conhecido por vender informações ia oferecer informação a troco de nada?”, disse Varandas Fernandes, nesta quinta-feira, sugerindo que o FC Porto estaria por trás da contratação de serviços ao hacker que acedeu aos emails do clube da Luz.

O FC Porto considera que aquela declaração é “mentirosa e difamatória” e decidiu avançar com um processo judicial.

“Acreditamos que a justiça, obviamente, conseguirá provar a forma e as contrapartidas financeiras que estiveram por trás do modo como o FC Porto obteve informação roubada ao Benfica”, apontou ainda o dirigente encarnado.

Em causa está o caso dos emails e a divulgação, por parte de Francisco J. Marques, de correspondência trocada entre dirigentes do Benfica.

Entretanto, foi identificado o autor de um ataque informático ao Benfica.

O clube da Luz acredita que o pirata informático foi contratado pelos portistas.

Mais partilhadas da semana

Subir