Desporto

Famalicão empata com Aves graças a golo nos descontos

Com um golo no último lance do encontro, o Famalicão ‘arrancou’ hoje um empate 1-1, frente ao Desportivo das Aves, na partida da 21.ª jornada da I Liga.

Os avenses inauguraram o marcador aos 64 minutos, numa grande penalidade cobrada por Welinton, mas o Famalicão, mesmo reduzido a dez unidades com a expulsão de Fábio Martins, resgatou ao empate aos 90+6, por intermédio de Riccieli.

Com este resultado, o Aves, que continua no ultimo lugar do campeonato, falhou uma aproximação mais clara aos adversários diretos na luta pela manutenção, Portimonense e Paços de Ferreira, terminado a ronda com 13 pontos.

Já o Famalicão, que somou o sétimo jogo consecutivo sem vencer em todas as provas, segue no sexto lugar da prova, agora com 33 pontos, os mesmos que o Rio Ave, que está no quinto posto.

Necessitados de pontuar, os forasteiros até entraram melhor no desafio, jogando no meio-campo contrário e surpreendendo o adversário com uma postura mais ofensiva, frisada com remates de Mohammadi, Welinton e Banjaqui, que o guardião local foi segurando.

Os famalicenses só reagiram depois do minuto 20, sacudindo e a pressão e conseguindo esboçar o primeiro remate enquadrado com a baliza, por Gustavo Assunção.

A iniciativa galvanizou os minhotos, que aproveitando algum abrandar do Aves, que deixou de ser tão perspicaz nas saídas para o contra-ataque, repetiu os esforços, nomeadamente num tiro de Diogo Gonçalves, que Beunardeau desviou com os pés.

Os avenses ainda tentaram contrapor, numa iniciativa de Welinton, mas coube ao Famalicão terminar a etapa inicial com a mais soberana chance, num remate de Pedro Gonçalves desviado, em cima da linha, por Diakhité, mantendo o nulo o intervalo.

O tempo de descanso acabou por ser benéfico para o Aves, que se reorganizou e repetiu a boa entrada do primeiro tempo, conseguindo, aos 49 minutos, ameaçar o golo, num remate de Welinton, que Vaná respondeu com boa defesa.

A persistência dos avenses acabou por dar frutos aos 64 minutos, quando Welinton, depois de ter sido derrubado na área contrária pelo guarda-redes Vaná, numa falta para grande penalidade, assumiu a cobrança do castigo, e inaugurou o marcador.

Só quando se viu em desvantagem o Famalicão despertou, de novo, para o jogo, tentando ‘minimizar os estragos’, primeiro com um remate de Fábio Martins, que Beunardeau, defendeu e, depois, num contra-ataque em que Toni Martinez, com a baliza à mercê, falhou o desvio.

A tarefa de recuperação da equipa da casa complicou com a expulsão de Fábio Martins, aos 86, por acumulação de amarelos, mas já no último lance do desafio, os famalicenses acabaram por ser letais, quando Riccieli, aos 90+6, desviou de cabeça um livre de Diogo Gonçalves, fixando o 1-1 final.

Jogo no Estádio Municipal de Famalicão, em Famalicão.

Famalicão – Desportivo das Aves, 1-1.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

0-1, Welinton, 64 minutos (grande penalidade).

1-1, Riccieli, 90+6.

Equipas:

Famalicão: Vaná Alves, Ivo Pinto (Roderick, 13), Riccieli, Patrick William, Coly (Walterson, 71), Racic, Gustavo Assunção, Pedro Gonçalves (Anderson, 66), Fábio Martins, Toni Martinez e Diogo Gonçalves

(Suplentes: Defendi, Guga, Walterson, Ofori, Rúben Lameiras, Roderick e Anderson).

Treinador: João Pedro Sousa.

Desportivo das Aves: Beunardeau, Jailson, Buatu, Diakhité, Ricardo Mangas, Estrela, Rúben Oliveira, Kevin Yamga (Pedro Delgado, 90+2), Banjaqui, Welinton (Dzwigala, 84) e Mohammadi (Rúben Macedo, 55).

(Suplentes: Fábio Szymonek, Dzwgala, Pedro Delgado, Marius, Reco, Rúben Macedo e Luiz Fernando).

Treinador: Nuno Manta Santos.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Fábio Martins (32 e 86), Racic (35), Vaná Alves (61), Beunardeau (82) e Patrick William (85) e Diogo Gonçalves (90+1). Cartão vermelho por acumulação a Fábio Martins (86).

Assistência: cerca 3500 espetadores.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir