Fórmula 1

Faltou confiança a Charles Leclerc nos treinos de sexta-feira

Charles Leclerc não foi além do sexto tempo nos treinos livres de sexta-feira do Grande Prémio de Singapura de Fórmula 1. O monegasco da Ferrari diz que tal se deveu a falta de confiança.

Sendo a segunda vez que ‘visita’ o traçado urbano da cidade-estado asitática, Leclerc cedo percebeu as dificuldades que sentia aos comandos do SF90 # 16, que demorou antes de pensar em fazer qualquer tempo. .Além disso teve um problema na caixa de velocidades, que apenas lhe permitiu fazer uma dúzia de voltas no primeiro treino

Como resultado o piloto do Principado foi claramente batido por Lewis Hamilton, Max Verstappen e pelo seu companheiro Sebastian Vettel. A diferença para o Campeão do cifrou-se em 1,2s.

“É sempre importante não perder tempo de pista num circuito urbano. Tivemos um pequeno problema no primeiro treino. No segundo treino livre não senti confiança no equilíbrio do carro, e também não me senti à vontade com a pista”, confessa Charles Leclerc.

O titular do Ferrari # 16 explica ainda: “Há ainda um bom pedaço a melhorar na minha condução até às qualificações. Posso encontrar tempo a cada volta, e por isso progredir. Não quero utilizar o tempo perdido no primeiro treino como desculpa”.

E se Leclerc o disse desta forma, melhor o expressou no último treino livre, realizado já este sábado, pois aparentemente as dificuldades e falta de confiança terão desaparecido, pois já foi o mais rápido em pista. Efetuou a volta de 1m38,192s, melhorando em seis décimas a marca efetuada anteriormente por Hamilton. Desta feita bateu o britânico da Mercedes por duas décimas, numa sessão onde o Campeão do Mundo não evitou um pião.

0Shares

Em destaque

Subir