Motores

Falta de combustível ‘rouba’ segundo lugar a Álvaro Parente

Álvaro Parente foi infeliz na primeira corrida do fim de semana do Blancpain GT World Challenge America em Road America, depois de abandonar a duas voltas do fim com falta de combustível quando seguia na segunda posição.

O piloto português, que mais uma vez divide o Bentley Continental GT3 # 9 da K-PAX Racing com Andy Soucek, até começou bem a ronda que se disputa no traçado dos arredores de Elkhart Lake.

Partindo do quarto lugar da grelha de partida Soucek, encarregue da condução na primeira metade da prova, fez um bom arranque, conseguindo subir para a terceira posição, em que entregaria o Bentley # 9 a Parente após 19 voltas realizadas.

O piloto do Porto passou a rodar em ritmo diabólico na tentativa de ainda subir mais na clasificação, sendo que a cinco minutos do final da corrida o ‘safety-car’ entrou em pista. Isso deu oportunidade a Álvaro Parente para, no recomeçou, ascender ao segundo posto, que parecia o resultado possível.

Contudo pouco depois viria o ‘balde de água fria’ com o Bentley a parar devido à falta de combustível. O que deixou o piloto português inconsolável: “Foi dececionante. Vencer era quase impossível, dado que o Ferrari estava muito forte, mas o segundo lugar estava ao nosso alcance e, sem problemas, seria esse o nosso resultado”.

“Desde cedo fui informado pela equipa que não tínhamos gasolina suficiente e tivemos que gerir o consumo. Mas acabou por não chegar. É frustrante, mas as corridas são assim. Vamos atacar na segunda corrida e procurar garantir uma boa classificação”, observa Parente.

O piloto português admite que com o abandono na prova de sábado “a luta pelo título ficou quase impossível”, mas mesmo assim promete “dar o máximo em cada corrida” até ao final da época e “tentar vencer cada uma delas” e depois fazer as ‘contas’ do campeonato.

3Shares

Mais partilhadas da semana

Subir