Nas Notícias

Ex-presidente do BPP condenado a 5 anos e oito meses de prisão

João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), foi hoje condenado a uma pena de cinco anos e oito meses de prisão efetiva.

Segundo avança a SIC Notícias, o Tribunal da Relação, condenou João Rendeiro, depois de considerar provados crimes falsidade informática e falsificação de documento.

O ex-presidente do BPP terá de cumprir uma pena de cinco anos e oito meses de prisão efetiva.

Também Paulo Guichardi, ex-administrador do banco, foi condenado a uma pena de prisão, de quatro anos e oito meses, adianta a mesma fonte.

O colapso do BPP, banco vocacionado para a gestão de fortunas, verificou-se em 2010, já depois do caso BPN e antecedendo outros escândalos na banca portuguesa.

O BPP originou ainda outros processos judiciais, um por suspeitas de burla qualificada e outro relacionado com multas aplicadas pelas autoridades de supervisão bancárias.

0Shares

Em destaque

Subir