Fórmula 1

Ex-patrão da Force India vai ser extraditado para a Índia

Após vários meses de ‘batalha’ judicial, foi finalmente autorizada a extradição de Vijay Mallya para a Índia.

O antigo ‘patrão’ da equipa de Fórmula 1 Force India foi acusado pelas autoridades do seu país de fraude, e há muito pediam aos seus homólogos do Reino Unido que o extraditassem para a Índia de modo a ser julgado naquele país asiático.

As acusações que pendem sobre Vijay Mallya têm a ver com a subtração de dinheiro junto a instituições bancárias indianas, nomeadamente para manter no ar a sua companhia aérea Kingfisher Airlines e para financiar a sua equipa de Fórmula 1.

O empresário refugiou-se na Grã-Bretanha em 2016, depois de ter sido perseguido pela Índia. Depois a sua companhia aérea faliu enquanto a equipa de F1 foi vendida a um consórcio liderado por Lawrence Stroll.

Ao saber da decisão das autoridades britânicas anunciado pelo tribunal de Westminster (Londres), Mallya prometeu lutar judicialmente contra a extradição, embora se saiba que o ministro do interior indiano, Sajid Javid, tem agora apenas de validar um pedido de extradição para executar o pedido da Índia.

Mais partilhadas da semana

Subir