Nacional

Maria Leal acusada por ex-marido de ‘estourar’ herança milionária (vídeos)

Francisco d’Eça Leal herdou uma fortuna do pai, mas diz ter perdido tudo para satisfazer os caprichos da então mulher, a agora famosa Maria Leal.

O filho do artista plástico Paulo Guilherme d´Eça Leal recebeu uma herança a rondar o milhão de euros, mas agora vive da caridade e da ajuda da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

E tudo, acusa, por culpa de Elisabete Rodrigues, conhecida de Portugal pelo nome artístico de… Maria Leal.

“O meu pai deixou-me bens para eu poder viver tranquilo o resto da minha vida”, contou Francisco d’Eça Leal, no episódio que assinala o regresso de ‘Vidas Suspensas’ à SIC.

“Em dinheiro, deixou-me 550 mil euros e mais quatro apartamentos em Lisboa, sendo que três vendeu ela [Maria Leal] ao desbarato para fazer dinheiro”, acusou Francisco, um dos quatro ex-maridos da artista.

O filho de Paulo Guilherme d´Eça Leal tinha 21 anos e um historial problemático. Sofre de esquizofrenia e esteve em risco de ficar paraplégico, depois de se ter atirado de uma janela do hospital Júlio de Matos.

Contra a vontade da família, Francisco casou com Maria Leal, cerca de 20 anos mais velha e então ainda uma anónima.

“Na altura não me queria separar, não queria acabar a nossa relação, então fazia tudo o que ela me pedia para fazer”, revelou o ex-marido.

Com a fortuna do marido, Maria Leal abriu duas lojas, revela o trabalho da SIC. E, segundo uma das funcionárias que teve, apresentava Francisco como “o primo”.

“Fui pateta, um jovem pateta… Fiquei cego por causa do amor”, reconheceu Francisco d’Eça Leal.

Veja aqui os vídeos de promoção do programa.

Mais partilhadas da semana

Subir