EUA

EUA anulam vistos de 77 elementos da ala Maduro

Os Estados Unidos vão hoje anular os vistos norte-americanos de mais 77 elementos fiéis ao Presidente venezuelano Nicolás Maduro, que Washington quer forçar a abandonar o poder, anunciou o vice-Presidente norte-americano, Mike Pence.

“Hoje, o Departamento de Estado anuncia que os Estados Unidos vão revogar 77 vistos, entre os quais os de muitos responsáveis do regime Maduro e de membros das respetivas famílias”, declarou.

Desde há mais de um mês que tal medida vem sendo adotada para várias dezenas de cidadãos venezuelanos – só na semana passada foram 49 –, enquanto Washington tenta aumentar a pressão sobre o dirigente socialista.

“Vamos continuar a pedir contas ao conjunto do regime Maduro até que a ‘liberdade’ seja restaurada na Venezuela”, frisou o vice-Presidente norte-americano, que lidera os esforços da Administração Trump em favor do opositor Juan Guaidó, o autoproclamado Presidente interino como tal reconhecido pelos Estados Unidos e mais de 50 outros países.

“Maduro agarra-se ao poder unicamente graças à força bruta dos seus apoiantes e à ajuda que recebe do regime comunista de Cuba”, insistiu Pence.

Embora as opções norte-americanas pareçam limitadas enquanto o dirigente socialista conservar o apoio do Estado-Maior das Forças Armadas do seu país, a Casa Branca tinha já também anunciado que sancionará as “instituições financeiras estrangeiras” que fornecerem apoio à ala Maduro.

“Os Estados Unidos advertem as instituições financeiras estrangeiras que incorrerão em penalidades se se envolverem na assistência a transações ilegais beneficiando Nicolás Maduro e a sua rede corrupta”, escreveu o conselheiro presidencial para a Segurança Nacional, John Bolton, num comunicado.

“Não deixaremos Maduro roubar a riqueza do povo venezuelano”, acrescentou.

Mais partilhadas da semana

Subir