Fórmula 1

Estratégia diferente dá pole position a Lewis Hamilton no GP de Espanha de F1

f1_espanha_pole_alonso_hamilton_maldonadoLewis Hamilton garantiu a pole position para o Grande Prémio de Espanha de Fórmula 1, após uma sessão de qualificação marcada por uma grande preocupação com a degradação dos pneus da Bridgestone.

Esse facto levou muitos pilotos a pouparem jogos novos para a corrida de domingo, estratégia que não foi seguida pelo inglês da McLaren, que foi dos poucos a efetuar duas tentativas na derrradeira fase da qualificação. Isso permitiu a Hamilton levar de vencida Pastor Maldonado e Fernando Alonso, que conseguiram bater a primeira marca do britânico.

f1_alonso_espanha__470Se para o espanhol o terceiro lugar na grelha de partida é um bom moral para a corrida diante do seu público e uma indicação de que a Ferrari talvez tenha evoluído alguma coisa, para o venezuelano da Williams a surpresa da segunda posição da grelha é relativa, porque explicada pela estratégia seguida pela maioria dos favoritos.

Já o quarto e o quinto tempos de Romain Grosjean e Kimi Raikkonen mostraram que os Lotus Renault estão cada vez mais competitivos, e que há que contar com eles na corrida.

Da mesma forma que há que contar com os Sauber e os Mercedes, ainda que na equipa suíça apenas Sérgio Perez tenha sobressaído, ao conseguir a sexta posição na grelha, tal como Nico Rosberg, o sétimo mais rápido no melhor dos carros da estrela de Estugarda.

Já entre os outros protagonistas no campeonato, como Sebastian Vettel, Jenson Button ou Mark Webber, percebeu-se que nenhum deles se empenhou em efetuar um bom registo na terceira fase da qualificação, com o campeão do Mundo a lograr apenas o oitavo lugar da grelha, enquanto o inglês da McLaren e o australiano da Red Bull nem sequer atingiram a Q3.

f1_lewis_hamilton_espanha470
Resultado da qualificação

1.º Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes), 1m21,707s
2.º Pastor Maldonado (Williams-Renault, +0,578s
3.º Fernando Alonso (Ferrari), +0,595s
4.º Romain Grosjean (Lotus-Renault), +0,717s
5.º Kimi Raikkonen (Lotus-Renault) +0,780s
6.º Sergio Perez (Sauber-Ferrari) +0,826s
7.º Nico Rosberg (Mercedes) +1,298s
8.º Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) sem tempo
9.º Michael Schumacher (Mercedes) sem tempo
10.º Kamui Kobayashi (Sauber-Ferrari) sem tempo
11.º Jenson Button (McLaren-Mercedes) +0,839s
12.º Mark Webber (Red Bull-Renault) +0,872s
13.º Paul di Resta (Force India-Mercedes) +1,020s
14.º Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) +1,072s
15.º Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Ferrari) +1,160s
16.º Daniel Ricciardo (Toro Rosso-Ferrari) +1,337s
17.º Felipe Massa (Ferrari) +1,339s
18.º Bruno Senna (Williams-Renault) +2,398s
19.º Vitaly Petrov (Caterham-Renault) +2,694s
20.º Heikki Kovalainen (Caterham-Renault) +2,924s
21.º Charles Pic (Marussia-Cosworth) +3,999s
22.º Timo Glock (Marussia-Cosworth) +4,449s
23.º Pedro de la Rosa (HRT-Cosworth) +4,972s
24.º Narain Karthikeyan (HRT-Cosworth) +8,539s

Em destaque

Subir