Fórmula 1

Esteve para haver versão B do F1 da McLaren

A McLaren esteve para construir uma versão B do seu monolugar de F1 de 2018, com o propósito de mitigar os problemas de competitividade do carro,

No entanto o McLaren desta temporada não conseguiu tirar partida da mudança de motor da Honda para Renault. Uma falta de competitividade que teve muito a ver com a aerodinâmica.

O apoio aerodinâmico em curva será o maior problema do carro construído em Grove, levou tempo à equipa para perceber isso e procurar uma solução. Segundo Mohammed Bin Essa Khalifa, diretor executivo da McLaren, verificou-se que o problema não seria resolvido sem uma mudança de chassis. O que levaria a equipa a conceber um novo carro se tivesse descoberto isso antes.

“Se tivéssemos descoberto isso em Abril teríamos uma versão B. Foi demasiado tarde”, reconhece Essa Khalifa. O mesmo responsável diz que só se percebeu o que fazer depois da pausa de verão.

Mohammend Essa Khalifa é claro quanto às lições aprendidas para que a situação não se repita em 2019: “Não sabíamos se queríamos descobrir o que descobrimos e porquê, mas demos passos, e o desenvolvimento do carro do próximo ano ajudou-nos a perceber onde estávamos errados. Por isso estamos confiantes. Sabemos porque não pudemos desenvolver o carro deste ano. Foi um problema fundamental. E penso que resolvemos isso”.

Mais partilhadas da semana

Subir